Os IMPACTOS EMOCIONAIS DE CRIANÇAS FRENTE À SEPARAÇÃO DOS SEUS PAIS

Gilcyane Santos Branco

Resumo


Este artigo tem por finalidade propor reflexões sobre os impactos emocionais de crianças frente à separação de seus pais, investigando assim, como estas, vivenciam os conflitos afetivos e sociais, que possam vir a existir em decorrência dessa separação. O objetivo geral que norteia esta pesquisa é investigar como as crianças vivenciam os conflitos emocionais em decorrência da separação dos seus pais. Para executar este estudo, utilizou-se da revisão bibliográfica, de cunho qualitativo, contando com as contribuições de autores, como: Klein (1996), Winnicott (1988), Airès (2006), Boas (2009), Brito (2007), Goulart (2013) dentre outros. Existem evidências de que a separação dos pais pode vir a desencadear problemas de ordem física, afetiva e/ou social nas crianças. Observou-se que a separação é um fator estressor na vida da maioria das pessoas que a experienciam, devendo, assim ser vista com bastante cuidado por diversos profissionais, em especial os da psicologia, que podem contribuir buscando minimizar os possíveis prejuízos que, por ventura, possam ser desenvolvidos na criança.


Palavras-chave


Crianças,Separação, danos afetivos

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.