A COMPREENSÃO E COOPERAÇÃO PARA DESENVOLVER OUTRO: A NOVA DESCOLONIZAÇÃO DO SÉCULO XXI

Jaqueline Maria Vasconcelos, Álvaro de Oliveira Azevedo Neto

Resumo


A partir de uma perspectiva da evolução sistêmica, busca-se identificar que o ideal cooperar para desenvolver o Outro não surgiu no século XXI. Esta estrutura estratégica passou a integrar o sistema político internacional com maior rigor após a Segunda Guerra Mundial e, mais adiante, a Guerra Fria. A bipolarização internacional foi elemento condicionante para o impulso desta forma de pensar. Nota-se que o sistema capitalista passou a financiar os países em desenvolvimento para estabelecer a sua mundialmente ideologia, principalmente aqueles encontrados no Sul Global. O conceito de desenvolvimento para os países periféricos foi pautado por muito tempo no crescimento econômico, o que não significa crescimento social, humanístico, político, ou uma melhor qualidade de vida. O resultado dessa Cooperação Norte-Sul desencadeou uma dominação econômica e ideologia, realizando um simulacro do sistema colonial. O presente estudo descreve a viabilidade da cooperação Sul-Sul e a necessidade de sua fomentação para desconstituir o sistema de dominação do Norte Global e criar redes de cooperação horizontais capazes de potencializar o verdadeiro crescimento periférico. O marco teórico central utilizado está presente na obra de SANTOS, KEOHANE e NYE. 


Palavras-chave


Descolonialização; Cooperação Internacional; Desenvolvimento periférico.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.