A AUTOPUBLICAÇÃO DE LIVROS DIGITAIS NO BRASIL: NOVAS PERSPECTIVAS PARA AUTORES INDEPENDENTES

Marcos Antonio Nicolau

Resumo


Desde sua origem há 2 mil anos, em Pérgamo, aos dias atuais, o livro passou por muitas transformações estruturais. Mas, pelo menos duas foram significativas: a primeira delas no século XV, com a invenção dos tipos móveis, de Gutenberg, e a segunda, nas décadas finais do século XX, a partir das novas tecnologias da informática, que permitiram o surgimento do livro digital. Se a primeira transformação proporcionou a instauração de um mercado editorial que se expandiu pelo mundo inteiro como uma das grandes forças do capitalismo, esta segunda, que se estabelece com o chamado ebook, está exigindo mudanças nesse mercado, devido à criação de ferramentas que auxiliam os próprios usuários a fazerem autopublicações. Eles são os autores independentes, impulsionados agora pelo baixo custo de produção e melhor retorno financeiro, graças aos royalties pagos pelas editoras e lojas de livros digitais, cujo valor é maior que o pago pelas editoras nas publicações impressas. O objetivo deste artigo é mostrar quais são estas novas ferramentas que estão disponíveis para os autores brasileiros e como elas funcionam.


Palavras-chave


Autopublicação. Livro digital. Mercado editorial. Autores independentes.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.